Moçao de Apoio a Ocupaçao da Reitoria da Universidade Federal de Santa Catarina

A educação há muito sofre ataques contra seu caráter público, gratuito e de qualidade. Projetos como o REUNI (projeto de expansão e reestruturação das universidades federais) aprofundam as condições de precarização através da não garantia de condições efetivas para a expansão (abertura de novos cursos, vagas, estrutura) necessária da universidade pública. A realidade da maioria das Universidades do Brasil tem muito em comum, as diversas manifestações da última semana demonstram o descontentamento não somente dos estudantes, mas dos servidores e professores. A precarização imposta às universidades apresenta um quadro alarmante, não existem condições de permanência que contemplem todos e todas e as dificuldades se aprofundam constantemente no dia-a-dia do estudante. O acervo da biblioteca universitária não é suficiente, assim como as vagas na moradia estudantil e a quantidade e valor das nossas bolsas de permanência desde que foram implementadas não tiveram aumento. A resolução que regulamenta a Bolsa Permanência prevê reajuste anual dependendo de proposta da administração central.

Os estudantes ousam dizer que estão insatisfeitos com as condições de precariedade e sucateamento do ensino superior e se organizam em diversos estados do Brasil!

Na UFSC não foi diferente, no dia 26 de agosto os estudantes reunidos em Assembleia decidiram ocupar a reitoria. Essa Assembleia foi fruto de um trabalho construído desde o início do semestre através do Diretório Central dos Estudantes Luiz Travassos em conjunto com Centros Acadêmicos e estudantes de toda Universidade.

Compreendemos que nesse momento a administração da UFSC busca criminalizar o movimento estudantil colocando a comunidade universitária contra uma manifestação legítima, organizada e pacífica. A manifestação de toda a sociedade em reconhecimento do movimento estudantil combativo que busca construir sua manifestação de forma consciente, pacífica e organizada é fundamental para continuarmos nessa luta.

Reivindicações:

 

1. Reajuste da bolsa permanência e aumento do número de bolsas oferecidas;

 

2. Contratação imediata de professores e servidores efetivos para que não voltemos a ter novas propostas de corte de vagas e para que se restabeleçam as condições mínimas de ensino;

3. Plano e prazo de conclusão de todas as obras previstas no REUNI;

 

4. Declaramos apoio a greve dos servidores e o atendimento imediato de suas pautas de luta que consideramos fundamentais para a garantia da qualidade da nossa universidade;

Assinam essa moção:

– DCE UFSC;

– DCE Unisul;

– DCE UFES;

– Coletivo Contraponto;

– Deputado Sargento Soares;

– Movimento Avançando Sindical;

– Partido Socialismo e Liberdade;

– Juventude Comunista Avançando;

– Grupo Tortura Nunca Mais – Rio de Janeiro

– Victória Lavínia Grabois (Vice-presidente do GTNM-RJ)

1 Response to “Moção de apoio”


  1. 1 Brigada Socialista Autônoma - BRISA agosto 29, 2011 às 1:05 am

    O coletivo Brigada Socialista Autônoma (BRISA) também gostaria de deixar a sua solidariedade a todo o movimento universitário da UFSC, de estudantes e técnicos, que estão em luta na defesa do ensino superior público e de qualidade. Subscrevemos de igual maneira a moção de apoio acima.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s





%d blogueiros gostam disto: